QUEM SOU

Paulista, fez especializações na Itália e na França e vem participando de exposições coletivas e individuais. Produzido com diversidade temática, mas destacam-se as de teor erótico. Em 1996 foi escolhida para fazer a medalha comemorativa da Formula 1. Com a bagagem de dezenas de mostras individuais e coletivas, suas obras compõe jardins e ambientes em empresas de destaque e são solicitadas para figurar em filmes e eventos.

MÍDIA

Em setembro de 1993, a artista plástica paulistana Maria Clara Fernandes teve a ideia de reproduzir na Galeria Vitrine, em São Paulo, a lendária capa do disco do grupo inglês Blind Fait, em que uma garota nua segura um avião em forma de falo. Produzida em 1968 pelo fotógrafo Bob Seidemann, a capa foi censurada. Maria Clara e seu parceiro de sala na exposição, o artista Edi Cavalcanti, acharam pouco usar a imagem como chamariz. Os dois queriam algo que desconcertasse o público de modernos que frequentava os vernissages de SP nos anos 1990.

Calhou de um primo de Maria Clara apresentar a ela uma moça (Malu Bailo)  que atuava em uma peça pornô no centro de São Paulo. Ideia! Por que não contratá-la para entrar nua na galeria, no auge da noite, conduzindo um aviãozinho como o da capa do disco? “Foi um sucesso incrível”, lembra Maria Clara. “Saiu em todos os jornais e durante muito tempo só se falou naquilo!”

A capa do disco da banda Blind Fait e, no p&b, Malu Bailo durante a performance.

CONTATO